Janeiro pode ser um mês difícil – impostos dos quais você havia se esquecido há muito tempo, prestações e boletos a perder de vista. Mas, acalme-se! O dinheiro pode render bastante para quem se organiza. Afinal, tudo é uma questão de planejamento e, com a estratégia certa, você conseguirá viajar e ainda começar o ano com a vida financeira completamente em dia.

Antes de tudo, é importante que você tenha consciência da importância de dedicar esse momento de lazer a si mesmo e às pessoas que ama. Deixar as obrigações para viajar é uma excelente maneira de começar o ano renovado, mandar embora o stress e estreitar os laços com as pessoas que lhe são caras. Tendo isso em mente, resta começar a traçar o plano ideal, que abarca economia, bem-estar, conforto, praticidade e viabilidade. Portanto, mãos à obra! Confira 5 dicas que a Central Milhas selecionou para que você economize na sua primeira viagem do ano economizando em passagens baratas.

 

Pesquisa de destino

Se você quer economizar, é melhor riscar Fernando de Noronha da lista, certo? Aqui, o objetivo é extrair o melhor custo-benefício e o Brasil possui excelentes destinos com valores um pouco melhores. Portanto, faça uma ampla pesquisa sobre o destino para o qual você deseja ir. Lugares pouco conhecidos e explorados são excelentes opções em termos de custo-benefício.

 

Pensando no transporte

Um dos principais fatores que viabilizam ou não uma viagem é o custo do transporte. Você vai de carro ou avião? Indo de carro não há muitas alternativas para se economizar. Optando pelo avião, porém, há muitas coisas que podem ser feitas. Pesquisar os valores das passagens somente nas companhias aéreas restringe bastante as possibilidades de economizar, de modo que é interessante considerar outras empresas que também comercializam passagens aéreas. Uma das melhores opções é a Central Milhas, que oferece a opção de comprar trechos nacionais e internacionais por preços competitivos.

 

Pesquisa de promoções

Para economizar na viagem, busque previamente por promoções no seu destino e durante o tempo em que você estiver lá. A pesquisa prévia de valores de entradas a museus, parques, peças de teatro, bares, restaurantes e festas permite que você encontre diversas promoções, caso haja. Considere sempre a possibilidade de que os estudantes paguem meia entrada, pois isso já reduz bastante os gastos.

 

De olho na bagagem

Já que agora o serviço de despacho de bagagens é cobrado, nada de levar coisas que não são estritamente necessárias para as suas férias. Obviamente, isso não significa deixar de lado coisas que vão te fazer falta para se divertir. É válido planejar antecipadamente o cronograma para, a partir dele, decidir o que será necessário levar para evitar pagar por volumes que não serão utilizados.

Saiba lidar com cidades turísticas

Tudo o que se vende em cidades turísticas é superfaturado. A enorme demanda justifica isso e é algo perfeitamente legal. Por isso, sempre que for fazer um passeio ou uma compra, peça algum desconto. Lembre-se que empresas e vendedores do ramo do turismo obtêm lucros bastante altos sobre as vendas de produtos e serviços que são feitas aos turistas.