Tudo Sobre Compra e Venda de Milhas Aéreas.
Home » Notícias

5 fatores que fazem você gastar mais em suas viagens

O mercado do turismo pode ser imprevisível. Quem sai por aí com dinheiro no bolso e muita ansiedade para ir em todos os passeios e trazer um monte de lembranças para casa não deve ter como um dos objetivos viajar economizando. Porém, nem todos nós possuímos uma conta bancária muito extensa e se quisermos fazer nossas viagens acontecerem todos os anos, precisa ser de forma estratégica, agindo movidos pela razão, ainda que não seja o tempo todo. Claro que férias foram feitas para relaxar, mas isso não significa retornar devendo até os cabelos! Hoje, a Central Milhas preparou este artigo para mostrar 5 fatores que fazem você gastar mais em suas viagens.

 

Viajar de última hora

 

Chegou do trabalho estressado e decidiu que precisa de férias hoje mesmo? Certamente a sua passagem aérea não será das mais baratas! Por mais que você precise de um tempo fora de casa, tente programar a sua viagem, especialmente caso o destino de sua preferência não seja assim tão perto. Geralmente, quatro meses de antecedência são ideais para que você efetue sua compra. Comprar passagem de última hora representa um gasto desnecessário que você poderia utilizar de uma forma muito melhor.

 

Fechar passeios logo no primeiro dia

 

Chegou e tá tudo tão maravilhoso que você não consegue se segurar para aproveitar ao máximo? Calma lá! Em cidades turísticas os preços de um mesmo produto ou serviço podem ser extremamente variáveis e quando você tira uns dois dias para pesquisar consegue encontrar uma diferença gritante no valor de passeios, ingressos e guia turísticos. Nunca feche sempre com a primeira pessoa que você encontrar. Fechar passeios e serviços logo de cara é um dos principais fatores que faz você gastar mais em suas viagens.

 

Comprar lembranças caras

Vai trazer presente mas não sabe nem para quem vai dar? Escolha algo simbólico! Invariavelmente os valores são superfaturados, especialmente de artesanato. É claro que você deve influenciar a cultura local, mas isso não significa deixar uma pequena fortuna só para trazer uma bagagem cheia de lembranças que sequer tem um destino certo.

 

Não se informar

 

Essa vale especialmente para o serviço de bar em praias do Brasil inteiro. Cada setor possui uma empresa ou um profissional autônomo que servem drinques e outros serviços na praia, cada um com um valor e condições diferentes. Informe-se! Não custa nada perguntar o valor do serviço. Caso contrário, você terá uma desagradável surpresa na hora de pagar a conta.

 

Táxi do aeroporto ou rodoviária

 

O serviço de táxi é um grande problema, especialmente em capitais turísticas como o Rio de Janeiro. A tabela de valores de táxi saindo da rodoviária ou aeroporto são muito maiores do que dos táxis que trafegam dentro da cidade. Por outro lado, você não pode pedir que outro taxista vá até o aeroporto lhe apanhar, pois isso pode gerar conflito com aqueles que trabalham exclusivamente lá. O ideal, nesse caso, para economizar metade do valor da viagem, é sair do aeroporto e pegar um táxi fora dele. Cem metros de distância são mais do que suficientes para que você contrate outro motorista que lhe cobre um valor justo.

 

Todas as dicas acima são cruciais para que você note uma grande diferença de gastos. Há diversos outros fatores que podem fazer você gastar mais em suas viagens. Na dúvida, informe-se, pesquise e não contrate ou compre nada por impulso. O seu bolso agradece!

Aprenda a administrar suas milhas aéreas de forma proveitosa

Não é novidade para ninguém que viajar é caro, especialmente no Brasil. Por isso, para que as suas férias não fiquem prejudicadas é preciso recorrer a estratégias para economizar. Essas estratégias podem envolver a redução do custo de hospedagem, o vínculo em planos e clubes de descontos e até mesmo a economia de milhas aéreas. Esta última é bastante conhecida por todos, mas inviável para pessoas que não viajam de avião com tanta frequência. Ainda assim, não deixa de ser uma excelente opção e a Central Milhas preparou este artigo para que você saiba como administrar suas milhas aéreas de uma forma que te ajuda a economizar.

 

Programas de fidelidade são proveitosos ou não?

 

Há quem acredite que os programas de fidelidade não sejam interessantes para pessoas que viajam pouco de avião. Em primeiro lugar, as milhas possuem prazo para expirar. Segundo, a conversão por outros meios – como cartão, por exemplo – não é tão significativa. Assim, somente pessoas que viajam com frequência conseguem economizar. Ao vincular-se a um programa de fidelidade, é importante viajar apenas com a companhia desse programa, evitando assim perder a chance de acumular. Isso restringe bastante as oportunidades de pegar boas promoções das concorrentes.

Mesmo assim, é preciso compreender que os programas de fidelidade são proveitosos até para pessoas que viajam pouco. Embora a maioria não saiba, há diversas alternativas para administrar suas milhas aéreas de modo a fazer valer o vínculo com o programa em questão, independente da companhia à qual você é vinculado. Algumas ainda permitem a compra, venda e a transferência de milhas para outro cliente, de modo que permite uma maior flexibilidade na hora de administrar suas milhas aéreas.

 

Fora da companhia

 

Outras empresas, notando as principais queixas dos clientes dos programas de fidelidade, trabalham para prover soluções para esses clientes. Um dos maiores problemas é a questão da data de validade das milhas aéreas, que inviabiliza que muitas pessoas possam viajar. Nesse caso, empresas como a Central Milhas atuam comprando milhas de pessoas que acumularam durante algum tempo e não pretendem viajar antes do prazo de validade. É a melhor forma de evitar que as suas milhas acumuladas se percam, permitindo ainda que sirvam para emitir passagens a um preço justo para quem realmente deseja viajar.

A venda de milhas é fácil, prática e segura. Basta acessar o site www.centralmilhas.com.br e solicitar a sua cotação, que chegará por e-mail, quase que na mesma hora. Aceitando a negociação, o cliente recebe o pagamento e só então passa os seus dados da conta do programa para a empresa. No próprio site é possível observar depoimentos de clientes satisfeitos que encontraram uma forma de não perder suas milhas acumuladas, obtendo uma renda extra. Para quem quer viajar, basta clicar na aba “comprar passagem” e inserir o trecho desejado para obter valores de diversas companhias. A Central Milhas veio para mostrar que viajar pode ser muito mais barato!

Faça seu dinheiro valer e comece a viajar barato!

Melhor do que viajar é viajar sem abusar das economias! O consumidor brasileiro sabe que não deve comprar nenhum produto ou serviço sem antes fazer uma ampla pesquisa pela internet e não seria diferente quando o assunto é viagem! Uma boa pesquisa e muito planejamento pode tornar aquele destino dos sonhos totalmente viável e muito mais rápido do que você imagina. Hoje, a Central Milhas preparou para você este artigo para que você finalmente perceba que viajar barato não é tão difícil assim.  

 

Viajar barato requer antecedência

 

Você precisa decidir para onde quer ir e quando para poder começar a planejar alguma coisa. Tão logo escolher o destino, comece a pesquisar em sites de viagem para colher algumas informações que podem lhe ajudar a decidir quando é o melhor período do ano para fazer essa viagem, quais são os hotéis com melhor custo-benefício e, caso seja um destino internacional, se o real está muito desvalorizado. Geralmente, Estados Unidos e Europa são destinos nos quais isso acontece, e, por essa razão, é importante poupar com um pouco mais intensidade caso o seu sonho seja realmente conhecer esses lugares.

 

Custo por hospedagem x valor da passagem

 

A UOL economia trouxe uma matéria interessante sobre esse tópico. Muitas pessoas pesquisam custo de passagem sem se preocupar com observar o custo de hospedagem em cada local. O resultado disso é que acabam obtendo viagens com valor muito alto sem se dar conta, enquanto podiam aproveitar melhor essa estratégia. A matéria cita exemplos como a Indonésia, por exemplo, onde se pode viajar por um custo de 80 reais por dia, mas o valor exorbitante da passagem, que supera os 4 mil reais, acaba por tornar tudo muito inviável. Como uma opção alternativa, aponta-se a África do Sul, para onde a passagem fica bem mais em conta e que possui uma moeda barata em relação a nossa. Leia a matéria completa clicando aqui.

 

Programas de fidelidade são uma boa opção para viajar barato?

 

Pode ser que sim, pode ser que nem tanto. Tudo depende de fazermos bom uso das vantagens que esses programas nos oferecem. Em primeiro lugar, é conveniente acumular em no máximo duas companhias se você viaja todos os anos. Acumule pelo cartão e fique de olho nas promoções que concedem bônus, pois geralmente são muito proveitosas.

 

Os programas de fidelidade nem sempre contemplam os clientes no momento exato em que podem viajar. A maioria possui data de validade para as milhas aéreas, de modo que o cliente acaba por perdê-las se não viajar antes que o prazo vença. Nesse caso,  uma boa solução é vender as milhas para obter delas uma renda extra que pode ser utilizada na próxima viagem. É a melhor forma de evitar que se percam e que sejam aproveitadas por outras pessoas que desejam viajar no momento em questão. Para saber mais a respeito de como vender suas milhas, acesse este site.

Vender milhas é seguro? Saiba como funciona

Acumular, transferir, vender, comprar e trocar milhas – múltiplas possibilidades que podem fazer a sua viagem sair muito mais barato, dependendo da situação na qual você se encontra no momento. Embora muitos programas de fidelidade possam ser inúteis para muitos passageiros que não viajam frequentemente, empresas sem relação com as companhias aéreas têm feito a fidelização valer a pena oferecendo soluções que os programas de fidelidade oficiais não oferecem. Saiba hoje como você pode vender milhas acumuladas.

 

Compensa?

 

Definir se um tipo de negociação compensa ou não pode ser algo muito relativo. Afinal, depende do momento no qual cada pessoa está vivendo. Há quem tenha algumas milhas acumuladas e simplesmente não pode arcar com o restante da viagem, perdendo-as para o prazo de validade, que dura, em média, dois anos. Há quem não tenha o suficiente para viajar e há quem não acumule milhas, mas tenha condições de arcar com passagens a preços justos para toda a família.

 

Os programas de fidelidade foram criados para manter os clientes viajando em uma só companhia. Em troca dessa fidelidade, são concedidas milhas aéreas que podem ser acumuladas quando se viaja. Quanto mais se viaja, mais milhas pode-se acumular para comprar o próximo bilhete. Em alguns casos, esses bilhetes podem ser emitidos sem que o cliente tenha que colocar a mão no bolso, só utilizando as milhas. Embora essa última situação seja o objetivo da maioria dos clientes que se fidelizam, não é assim tão fácil de ocorrer. Ora, é preciso considerar a necessidade de se investir continuamente em viagens para compensar o valor das milhas, o que é válido para quem circula bastante de avião. Como forma alternativa de acumular, as companhias também permitem que os clientes façam partes de clubes que, em troca de uma mensalidade, concedem milhas mensalmente, como é o caso do Clube Smiles, da GOL. Além disso, sob condições determinadas, as companhias também permitem a transação de milhas (venda, compra, troca, transferência, presente, etc.).

 

Vender milhas é legal?

 

Sim, trata-se de uma transação legal e extremamente válida para as pessoas que possuem milhas acumuladas e desejam uma renda extra antes que expirem e também para quem deseja viajar pagando menos. Pensando nisso, empresas especializadas nessa transação têm ganhado espaço no mercado, já que oferecem uma solução que os programas de fidelidade das companhias não alcançam, permitindo que se possa vender milhas sem burocracia e ainda viabilizando a viagem de outras pessoas.

 

Para efetuar a venda, basta acessar o site da Central Milhas e solicitar uma cotação através do preenchimento dos dados, que é o valor que a empresa oferece pelas milhas que você possui. Depois disso, basta checar o e-mail inserido no cadastro. A cotação chega na mesma hora. Ao concordar com o valor o oferecido, o cliente passa os dados bancários para depósito para só então fornecer seus dados de acesso para concluir o processo e vender suas milhas. É prático, rápido, seguro e cem por centro legal.

 

As milhas compradas pela empresa são utilizadas para a emissão de passagens aéreas para indivíduos que não desejam pagar o alto valor cobrado pelas companhias. A Central Milhas trabalha com trechos nacionais e internacionais das melhores companhias aéreas. Para conferir, basta acessar a aba “passagens aéreas” e inserir o trecho desejado.

          
Área do Cliente

Geral - (61) 3013-7200     Compra de passagens - (61) 98162-0908

Menu Principal