Melhor do que viajar é viajar sem abusar das economias! O consumidor brasileiro sabe que não deve comprar nenhum produto ou serviço sem antes fazer uma ampla pesquisa pela internet e não seria diferente quando o assunto é viagem! Uma boa pesquisa e muito planejamento pode tornar aquele destino dos sonhos totalmente viável e muito mais rápido do que você imagina. Hoje, a Central Milhas preparou para você este artigo para que você finalmente perceba que viajar barato não é tão difícil assim.  

 

Viajar barato requer antecedência

 

Você precisa decidir para onde quer ir e quando para poder começar a planejar alguma coisa. Tão logo escolher o destino, comece a pesquisar em sites de viagem para colher algumas informações que podem lhe ajudar a decidir quando é o melhor período do ano para fazer essa viagem, quais são os hotéis com melhor custo-benefício e, caso seja um destino internacional, se o real está muito desvalorizado. Geralmente, Estados Unidos e Europa são destinos nos quais isso acontece, e, por essa razão, é importante poupar com um pouco mais intensidade caso o seu sonho seja realmente conhecer esses lugares.

 

Custo por hospedagem x valor da passagem

 

A UOL economia trouxe uma matéria interessante sobre esse tópico. Muitas pessoas pesquisam custo de passagem sem se preocupar com observar o custo de hospedagem em cada local. O resultado disso é que acabam obtendo viagens com valor muito alto sem se dar conta, enquanto podiam aproveitar melhor essa estratégia. A matéria cita exemplos como a Indonésia, por exemplo, onde se pode viajar por um custo de 80 reais por dia, mas o valor exorbitante da passagem, que supera os 4 mil reais, acaba por tornar tudo muito inviável. Como uma opção alternativa, aponta-se a África do Sul, para onde a passagem fica bem mais em conta e que possui uma moeda barata em relação a nossa. Leia a matéria completa clicando aqui.

 

Programas de fidelidade são uma boa opção para viajar barato?

 

Pode ser que sim, pode ser que nem tanto. Tudo depende de fazermos bom uso das vantagens que esses programas nos oferecem. Em primeiro lugar, é conveniente acumular em no máximo duas companhias se você viaja todos os anos. Acumule pelo cartão e fique de olho nas promoções que concedem bônus, pois geralmente são muito proveitosas.

 

Os programas de fidelidade nem sempre contemplam os clientes no momento exato em que podem viajar. A maioria possui data de validade para as milhas aéreas, de modo que o cliente acaba por perdê-las se não viajar antes que o prazo vença. Nesse caso,  uma boa solução é vender as milhas para obter delas uma renda extra que pode ser utilizada na próxima viagem. É a melhor forma de evitar que se percam e que sejam aproveitadas por outras pessoas que desejam viajar no momento em questão. Para saber mais a respeito de como vender suas milhas, acesse este site.