Em geral, as pessoas amam viajar. Durante uma boa viagem a gente sai da rotina, foge dos problemas do dia a dia e vive momentos inesquecíveis…

Porém, nem tudo são flores. Para que o seu passeio seja realmente incrível, você precisa fazer um planejamento de viagem redondo. Só assim é possível se livrar de imprevistos e evitar chateações.

No artigo de hoje falaremos um pouco mais sobre isso. Continue lendo e confira quais são as nossas 5 melhores dicas para um planejamento de viagem perfeito!

5 Dicas incríveis para o seu planejamento de viagem

Siga as recomendações abaixo para manter a sua viagem a salvo:

1 – Não deixe nada para a última hora

Sempre que você for planejar uma viagem, procure resolver todos os pequenos entraves com antecedência.

Compre logo as suas passagens, faça as reservas o quanto antes, providencie os documentos que serão utilizados…

Quanto mais você resolve essas questões, mais organizada fica a sua mente para poder focar no que realmente importa: se divertir muito!

Lembrando que, em relação às passagens aéreas, recomenda-se:

Destinos nacionais: comprar com pelo menos 30 dias de antecedência
Destinos internacionais: comprar com pelo menos 50 dias de antecedência

Quanto mais a data da viagem se aproxima, maior a tendência de alta nos preços (a mesma lógica serve para a hospedagem).

Leia mais: 4 Dicas de “turistas profissionais” sobre como comprar passagens baratas

2 – Pesquise sobre o clima da região

Deixar de pesquisar sobre o clima da região é outro erro comum no planejamento de viagem.

Para evitar chateações, o ideal é que você faça uma busca rápida para saber em quais meses faz chuva, sol, frio e calor no destino em questão.

Já pensou viajar para os Estados Unidos em julho, com a mala cheia de roupas de frio, e descobrir no aeroporto que o país está em pleno verão?

Ou ir visitar o Chile com a intenção de esquiar no Valle Nevado e as condições não serem as melhores para isso?

Complicado… O melhor remédio para evitar esse tipo de imprevisto é pesquisar com antecedência sobre o clima do local!

3 – Escolha a temporada certa

Outro ponto importante a ser planejado é: o que você está querendo com essa viagem?

Se a prioridade for economizar, por exemplo, o melhor a fazer é viajar em baixa temporada… Como a procura é menor, as passagens e hospedagens tendem a ficar mais baratas.

Já se você está esperando encontrar festas e uma viagem mais agitada, a alta temporada com certeza é a melhor opção! Ou seja: a “temporada certa” depende muito do perfil do viajante e do que ele está esperando encontrar.

4 – Contrate um plano de celular com cobertura no destino

E já que estamos falando sobre planejamento de viagem, não poderíamos deixar de abordar a questão dos planos de telefonia!

Apesar de diversos locais em cidades turísticas terem conexão wi-fi gratuita, isso certamente não acontecerá na cidade inteira. Sendo assim, programe-se para não ficar sem um bom pacote de dados que dê cobertura no destino em questão.

Lembre-se que a conexão com a internet é fundamental para diversas tarefas básicas como visualização de roteiros no GPS, comunicação com a família, pesquisas no Google e uso de aplicativos de transporte.

5 – Pesquise sobre a cultura local

Sempre que for viajar, lembre-se que o mundo é muito grande e cheio de diversidade.

Por isso, principalmente se tratando de viagens internacionais, procure conhecer bastante sobre a cultura do local que você irá visitar.

Em muitos países, por exemplo, podem haver restrições quanto ao uso de determinadas vestimentas. Em outros, você pode ser impedido(a) de caminhar pela rua com bebidas alcoólicas à mostra.

Resumindo: evite constrangimentos pesquisando sobre a cultura local!

Quer viajar barato? Então temos um presente para você!

Se você quer viajar barato e adora conhecer novos destinos pelo Brasil, a Central Milhas tem um presente para você!

Na semana passada escrevemos um artigo falando sobre as 7 cidades brasileiras mais baratas para viajar… E o texto está fazendo muito sucesso!

Durante o levantamento, levamos em conta os custos com passagens, com acomodação e os custos com lazer. Está curioso(a)? Então acesse agora o nosso artigo e descubra quais são as cidades brasileiras mais baratas para viajar!