Por mais que as companhias aéreas tentem investir no conforto em suas aeronaves, a situação de voo nos tira de nossa rotina em terra firme e pode representar desconforto para muitas pessoas. Inchaço e falta de circulação do sangue nas pernas, inchaço da barriga, pressão no ouvido, dores de cabeça e enjoo são os fatores que mais incomodam os passageiros na hora de viajar. Porém, é importante considerar que o passageiro também pode agir de modo a ter viagens mais confortáveis e a se sentir melhor dentro do avião através de algumas dicas que podem ajudar. Confira:

Alimentação na véspera e durante a viagem – o inchaço na região abdominal pode ocorrer devido ao longo tempo que se passa sentado (em viagens de distância e duração maior) e também a uma alteração dos alimentos consumidos no dia do voo. Assim, é recomendável evitar bebidas gaseificadas antes e durante a viagem, bem como alimentos de digestão mais lenta, como carnes, por exemplo. Além disso, é importante se hidratar durante a viagem, mas com água e sucos de frutas. Evitar o álcool também é recomendável, já que este reduz a capacidade de utilização do oxigênio pelas células cerebrais, o que pode ser agravado pela redução natural do oxigênio dentro da aeronave.

Enjoo – o enjoo durante a viagem afeta milhões de pessoas em todo o mundo e pode possuir múltiplas causas. A ansiedade pelo medo de voar pode ser uma delas. Por essa razão, é preciso procurar relaxar o máximo possível. Outra dica interessante é sentar-se na janela, de modo a poder olhar para o horizonte. Dentro da aeronave há pouco entretenimento além das telinhas de computadores e televisores e da leitura, que podem agravar o enjoo. Assim, estar relaxado, respirar fundo e concentrar-se em ter consciência do movimento que a aeronave está fazendo podem ajudar bastante. O enjoo pode ser causado também por uma confusão de nossos sensores naturais, que perdem a noção do que está acontecendo com o organismo, e causam a sensação de enjoo.

Circulação das pernas – o inchaço das pernas pode afetar também passageiros de ônibus e por isso a recomendação para ambos os casos é procurar movimentar as pernas e fazer movimentos de rotação com os pés. Ir até o banheiro e voltar com mais frequência também pode contribuir para que o sangue circule melhor. Meias elásticas durante viagens longas podem ajudar pessoas que se sentem mais prejudicadas por esse tipo de problema.

Pressão nos ouvidos – muitas pessoas também reclamam do desconforto na orelha média e de uma sensação que se assemelha a uma surdez leve, especialmente na hora do pouso. O uso de fones de ouvido intra-auriculares e de algodão no ouvido podem atenuar esse tipo de sensação. Há também a opção de mascar chicletes, tanto na hora da decolagem e do pouso, bem como a técnica de apertar o nariz e assoprar nestes mesmos momentos.